Notas do subsolo iluminado

Oficina de contos, turma de hoje, em foto minha
Oficina de contos, turma de hoje, em foto minha

E então a gente fica feliz em compartilhar nossos prazeres e fome de conhecimento e angústias e as certezas e as palavras e as vontades e as fugas e as notas de subsolo, porque todos têm algumas, eu tenho, eles têm, eles – meus alunos; eu que ainda não sei de nada já tenho alunos; acho que o mundo está perdido e eu estou feliz. Acho que já disse isso: que fiquei feliz e que preciso ir.

*

De quarta a domingo trabalho na Flica, em Cachoeira, como parte da equipe de produção, na recepção aos autores. Será meu primeiro ano no evento e também na equipe de produção. Finalmente terei em mãos o livro de água, de Karina Rabinovitz. Uma das minhas metas é ir ao Pouso da Palavra. Outra é ver Joca Reiners Terron no sábado de tarde. Quase tudo vai ser transmitido pela internet: http://www.flica.com.br/

Anúncios

Autor: katherinefunke

http://twitter.com/micronotas

Um comentário em “Notas do subsolo iluminado”

  1. Compartilhar, seja bom ou ruim, faz parte da divisa de experiência. As pessoas gostam disso.
    Que bom que está feliz, ainda mais pelos seus objetivos alcançados!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s