(( k_f)) e, na página 236 do livro mais próximo…

“Estive, durante uma hora, deitado na escuridão, mas, depois, acendi novamente a minha lâmpada. Sob sua luz clara, rabisquei uma folha com esses pensamentos e quebrei nessa atividade a ponta de meu lápis, tendo de me levantar à procura de uma faca para apontá-lo. Quantas vezes hei de ainda estar em um quarto de hóspedes, com tão alegres paredes, à espera do sono, sentindo o absurdo de minha vida e, ao mesmo tempo, seu mágico encanto (…)”

Herman Hesse, em A arte dos Ociosos

Anúncios

Autor: katherinefunke

http://twitter.com/micronotas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s